Automação residencial: fazer ou não?

Com possibilidades que apenas víamos nos filmes futuristas, a automação residencial, hoje, é possível. Com sistemas integrados, onde você pode Ler Mais


Responsive image

Atualizado em 28 de março de 2018

Com possibilidades que apenas víamos nos filmes futuristas, a automação residencial, hoje, é possível. Com sistemas integrados, onde você pode controlar a sua casa inteira apenas usando o smartphone, tablet ou PC, a automação residencial é uma realidade que chegou para tornar o dia a dia mais prático, prazeroso e seguro. Mas toda essa tecnologia vale a pena? A resposta é: depende.

Como fazer

Primeiramente, cabe explicar o que é automação residencial: trata-se de integrar a infraestrutura da casa a aparelhos eletrônicos, eletrodomésticos, iluminação, áudio e vídeo em um sistema, que pode ser controlado via Wi-Fi ou sensores de movimentos. Para isso, é importante muito planejamento. O que automatizar? De que forma? Para isso, consultar um profissional especializado no assunto é essencial. Ele irá elaborar todo o projeto e indicar os tipos de aparelhos que se encaixam melhor em suas preferências e orçamento.

Preciso fazer reformas?

Empresas e especialistas são categóricos em afirmar que grandes reformas não são necessárias. Porém, quanto antes o projeto de automação residencial for elaborado, melhor. Isso porque ela pode ser melhor aplicada se começar a ser pensada no momento da construção da casa, já planejando espaços e acessos para todas e funcionalidades desejadas.

Quanto custa

Isso vai depender de fatores como: tecnologia empregada, tamanho da residência e possíveis alterações necessárias nas partes elétrica e estrutural do local. Alguns projetos mais simples, como acender as luzes da casa minutos antes de entrar, ou acionar aparelhos como o micro-ondas, chuveiros e afins ainda no caminho do trabalho para casa, podem variar de R$ 20 mil a R$ 90 mil. Já projetos maiores e mais complexos, podem ultrapassar os R$ 300 mil.

Dá para fazer pagando pouco

Para quem não quer gastar muito com automação residencial e tem conhecimento de programação ou de engenharia da computação, a placa Arduino é uma boa alternativa. Custando cerca R$ 80, ela pode ser conectada com dispositivos Android para construir uma rede Wi-Fi automatizada e, a partir daí, controlar os dispositivos eletrônicos de sua casa.

Vale a pena investir em automação residencial?

Mesmo que os valores possam parecer altos, vale lembrar que muitas das funcionalidades que a automação residencial oferece acabam gerando economia. Poder apagar luzes remotamente, controlar ou desligar eletrônicos quando não estão sendo utilizados vão reduzir os seus custos com manutenção e energia desses aparelhos. Além disso, uma casa automatizada é um grande diferencial no momento da revenda.

Últimas Notícias

Passos práticos para realizar o sonho da casa própria

Passos práticos para realizar o sonho da casa própria

A vontade de ter uma casa própria é a meta de muitas pessoas e nós da GSP, especialistas em realizar Ler Mais

ver mais
Os benefícios das atividades físicas ao ar livre

Os benefícios das atividades físicas ao ar livre

Todos nós sabemos que a prática de atividades físicas faz bem para saúde física e mental, mas o que poucos Ler Mais

ver mais
Iluminação: o tipo certo para cada ambiente

Iluminação: o tipo certo para cada ambiente

A iluminação faz a diferença em qualquer projeto de decoração, porque a luz de um ambiente influencia diretamente na sensação Ler Mais

ver mais
Acompanhe a GSP

Sabiba tudo que acontece nos empreendimentos GSP